domingo, 21 de novembro de 2010

Solidão

Imagem: yannfig

Por Ana Marques
Não quero saber do que você sente hoje.
Pode ir sentir longe de mim?
Estou num momento
egoísta-exclusivista de emoção
só minha pra mim.


***

É verdade, eu juro. Nenhuma mulher precisa estar disponível a todo momento. Temos direito à solidão desejada, que não se guarda ao homem ausente, mas a nossa ausência de vontade de estar com eles, ou com quem quer que seja.

7 comentários:

Nika disse...

Momentos... Sempre momentos e todas nós precisamos!

Katrina disse...

egoísmo necessário

Luciana Onofre disse...

oi querida, um convite para mais uma blogagem coletiva sobre Tarot:

http://oraculosdofeminino.blogspot.com/2011/01/tendo-um-treco-arcanos-que-apavoram.html


Lú e Pi

Flá Perez (BláBlá) disse...

isso mesmo!

Ju Fuzetto disse...

Ás vezes é uma solidãozinha que cabe tranquilamente em nossos braços e cai tão bem...

beijos pra vc!!!

A. Reiffer disse...

Você tem tantos blogs que eu não sabia por qual começar, rs, mas gostei do título deste, e adorei o poema que li, muito bom mesmo. Parabéns! bjos

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Blog "o fim". Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs



Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/